terça-feira, 9 de novembro de 2010

Depois não entendem...

Após "Scott Pilgrim" ter sido lançado primeiro em São Paulo, no momento que sai o DVD nos EUA, vejo uma outra história que demonstra a falta de tato, de uma maneira geral, da indústria cultural [ainda vale usar a palavra adorniana?].

Presenciei troca de favores por conta de um empréstimo - I said, empréstimo - do livro do jornalista catedrático João Máximo sobre Noel Rosa. A obra está esgotada e não vai ser relançada - parece -, mesmo em ano de centenário do compositor da Vila.

Fui pesquisar na Estante Virtual e o título mais barato que encontro custa - sente-se, por favor -  R$ 340.

Eis que não dado por satisfeito, vou à internet livre e encontro uma versão, digamos, socializada.

Agora, me respondam: quem é que está perdendo dinheiro aqui?

2 comentários:

Anônimo disse...

Depois reclamam dos "socializadores" da internet...

Ronaldo disse...

socialize!